Últimas Notícias


Minha casa, minha vida: 5 vantagens de financiar com a caixa

publicado por Grupo Lírios  |   postado em 29 de abril de 2020



MINHA CASA, MINHA VIDA: 5 VANTAGENS DE FINANCIAR COM A CAIXA

Muitos brasileiros sonham em adquirir a casa própria e diversos motivos podem ser elencados para esse desejo: seja a independência financeira, a possibilidade de maior segurança em não pagar aluguel ou, ainda, o início de uma vida em família.

Por isso, o Programa Minha Casa, Minha Vida, criado pelo Governo Federal em 2009, vem ajudando muita gente a atingir esse objetivo. Recentemente, algumas regras foram alteradas, permitindo que famílias com renda mensal de até R$ 7 mil sejam beneficiadas.

Se você não conhece o Minha Casa Minha Vida, este artigo é para você, pois apresentaremos 5 grandes vantagens do programa quando financiado pela Caixa Econômica. Continue a leitura e confira!

 

Vantagens de Financiar com a Caixa

Subsídios do programa

O subsídio é uma espécie de auxílio que o governo oferece para que as famílias de menor poder aquisitivo possam realizar o sonho da casa própria por meio do Minha Casa Minha Vida. O valor é abatido do saldo devedor, funcionando como um desconto, sem a necessidade de reembolso.

O benefício, que pode chegar a 90% do valor do imóvel, leva em conta uma série de variáveis, como a renda familiar, o valor e a localização do imóvel, a idade do beneficiário, entre outros. A Caixa oferece simuladores que permitem calcular o subsídio, bem como os demais valores referentes ao financiamento.

 

As taxas de juros são as menores do mercado

No programa Minha Casa Minha Vida, as condições de pagamento e as taxas de juros são oferecidas de acordo com as faixas de renda familiar e costumam ser as menores do mercado. As famílias com menor renda, também pagam as taxas e juros mais baixos, a fim de que consigam realizar o sonho da casa própria. 

Nos outros tipos de financiamentos habitacionais, os juros costumam ficar em torno de 10%. No programa MCMV existem juros a partir de 5% ao ano, além do subsídio do governo para complementar a entrada na compra do imóvel.

 

Os prazos para pagamento são maiores

Quando um financiamento de imóvel é estabelecido, um contrato é pactuado, com todas as condições que regerão o negócio: o valor da casa ou do apartamento, as taxas e os juros envolvidos, a forma de pagamento e, também, o prazo para que a quitação da dívida ocorra.

No programa Minha Casa, Minha Vida, esse prazo pode ser bastante estendido, justamente para facilitar a vida de quem solicita um financiamento imobiliário e, também, para que a dívida possa ser quitada sem a necessidade de renegociação.

Por isso, é possível que o solicitante do financiamento por meio do programa da Caixa Econômica Federal pague a sua dívida em até 35 anos, ou seja, 420 meses. Bastante tempo, não é? Esse prazo é menor em outros bancos, como o Bradesco — essa instituição realiza financiamentos com prazos de até 30 anos

 

A entrada é facilitada

Além de todas as vantagens que já mostramos aqui, a entrada também é facilitada. A entrada para financiamento de um imóvel nada mais é do que o pagamento de uma parcela inicial, como forma de garantir a real intenção de adquirir determinado apartamento ou certa casa.

A partir do pagamento, esse número é subtraído do valor a ser financiado e, então, são calculadas as parcelas para quitação da dívida. Geralmente, a entrada fica em torno de 30% do preço do imóvel.

Já para o programa Minha Casa, Minha Vida, essa entrada pode ser diminuída para um percentual mínimo de 10%. Assim, fica muito mais fácil guardar o dinheiro necessário para iniciar o financiamento do imóvel dos sonhos.

 

A utilização do saldo FGTS é permitida

Se você não tem dinheiro guardado, é possível usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para auxiliar na conquista da casa própria a partir do financiamento imobiliário pelo Minha Casa, Minha Vida.

Com ele, o saldo devedor pode ser amortizado ou liquidado, ou seja, o seu FGTS pode ser usado para quitar totalmente a dívida contraída pelo financiamento ou, ainda, amortizar parte do saldo devedor.

 

Quem pode ser beneficiado?

No programa Minha Casa, Minha Vida existem faixas de renda que determinam as características do programa. Nos outros tipos de financiamento a renda normalmente é um limitante, fazendo os proponentes lançarem mão da composição de renda familiar.

Famílias com renda de até R$ 2.600,00: 

Faixa 1,5: Você pode adquirir um imóvel novo com taxas de juros de apenas 5% ao ano e até 30 anos para pagar e subsídios de até 47,5 mil reais.

Nas FAIXAS 2 e 3 você tem até 30 anos para pagar e pode comprar um imóvel novo ou na planta, comprar terreno e construir sua casa do jeito que sempre quis ou ainda construir em um terreno que já é seu.

 

Famílias com renda de até R$ 4.000,00: 

FAIXA 2: Se sua família tem renda bruta de até R$ 4.000,00, você se encaixa nesta faixa do Programa Minha Casa Minha Vida e pode ter subsídios de até R$ 29.000,00.

 


Deixe uma resposta