Seja bem-vindo a seção de perguntas frequentes do Grupo Lírios. Não encontrou o que procurava? Envie sua dúvida pra gente!


1.Dúvidas sobre reajuste: como ele é aplicado?
O nosso reajuste vai funcionar exatamente como descrito no contrato de compra e venda. Ele será realizado anualmente, e o índice de correção é variável de acordo com a tabela que é repassada peço governo (INPC ou IGPM).
2.Porque o boleto não chegou?
Primeiramente, confira se todos os seus dados cadastrais estão corretos.
Caso eles estejam corretos e mesmo assim o boleto não tiver chegado, entre em contato com o Grupo Lírios para que possamos resolver a questão de forma mais ágil possível.
3.Não consigo me cadastrar ou emitir boleto pelo site, por quê?
Primeiramente, confira se você está inserindo corretamente os dados do titular do contrato.
Outro ponto importante a ser analisado é a pontualidade com relação ao pagamento, porque o nosso site não emite boletos caso existam parcelas em atraso.
Caso ainda não esteja conseguindo de cadastrar, entre em contato com o Grupo Lírios.

4.Posso transferir meu lote/contrato caso eu precise vendê-lo?
Pode sim. Para realizar a transferência você deve agendar um dia e horário no escritório mais próximo de você.
É importante lembrar que você deve levar todos os documentos listados abaixo, e a presença no comprador e do vendedor do lote é obrigatória.
Lembrando que o agendamento só será realizado se o cliente estiver com todas as prestações em dia e com a lista completa da documentação, para cada caso, conforme listamos abaixo:

Obs. 1: Não se esqueça de nenhum documento, pois não realizaremos nenhuma solicitação se estiver faltando documentação.

DOCUMENTAÇÃO DO REFERIDO IMÓVEL EM SUA VIA ORIGINAL
  • Contrato de Compra e Venda
  • Certidão Negativa de Débitos dos IPTU's
  • Não ter débito com a empresa
DOCUMENTAÇÃO DE CLIENTE EM CÓPIAS AUTENTICADAS
Solteiro(a):
  • RG, CPF e Certidão de Nascimento;
  • Comprovante de Endereço Atualizado;
  • Número de telefone, e-mail e profissão;
Casado(a):
  • RG e CPF do Titular e do Cônjuge
  • Certidão de Casamento;
  • Comprovante de Endereço Atualizado;
  • Número de telefone, e-mail e profissão;
Divorciado(a) / Separado(s)
  • RG e CPF
  • Certidão de Casamento com Averbação de Divórcio/Separação
  • Comprovante de Endereço Atualizado

Obs. 2: Se na data de aquisição do imóvel o/a cliente era casado(a), é OBRIGATÓRIO cópia autenticada da sentença judicial informando para quem ficou destinado o referido imóvel

Viúvo(a):
  • RG, CPF, Certidão de Casamento e de Óbito;
  • Comprovante de Endereço Atualizado;
  • Número de telefone, e-mail e profissão;

Obs. 3:Se houve falecimento do titular do lote ou de seu cônjuge/companheiro(a) é OBRIGATÓRIO cópia autenticada do inventário para realizar qualquer solicitação.

Em caso de Procuração:
  • Cópia Autenticada da Procuração
  • RG, CPF e Comprovante de Endereço Atualizado do Procurador;
  • Número de telefone, e-mail e profissão;

Obs. 4: Caso a procuração tenha sido lavrada há mais de um ano, será exigido a certidão da procuração para poder se comprovar a validade.

NÃO FAZEMOS TRANSFERÊNCIA DE IMÓVEL QUITADO. TRABALHAMOS SOMENTE COM AGENDAMENTO
5.Quem deve pagar a taxa de transferência (Comprador ou vendedor)?
Não existe lei ou regra que determine de quem é a responsabilidade pelo pagamento da taxa de transferência. Isso é um acordo que o vendedor e o comprador devem fazer entre si.
6.No caso de transferência, apenas uma das partes pode assinar o termo de transferência?
Não, não pode.
É por isso trabalhamos com agendamento, para que as partes se organizem e compareçam num horário comum, assinem os documentos juntos e realizem o pagamento da taxa. Tudo isso na mesma data.
7.Pode-se pagar a taxa depois?
Não, não pode. Ela deve ser paga no dia agendado.
8.Como é realizado o processo de Autorização de Escritura?
APÓS A QUITAÇÃO do seu lote, você tem 30 dias para solicitar a autorização de escritura, gratuitamente.
Para efetivar a solicitação, precisaremos da documentação do titular e da documentação do lote.
9.Qual a validade da Autorização de Escritura?
Após a emissão, a autorização de escritura tem um prazo de 30 dias para ser lavrada em cartório. É importante lembrar que ela perde o valor após esse período.
10.Qual o prazo para receber os termos de transferência e autorização de escritura?
Esse prazo pode variar entre 7 e 10 dias úteis, no máximo.
Funciona assim: logo após o documento ser assinado, a nossa equipe entra em contato com o cliente para que ele possa retirar o documento na imobiliária.
Vale lembrar que esse documento só será entregue ao titular da venda ou a um procurador portando documento de identificação com foto.
Obs.: No caso de nossas filiais, o prazo de entrega dos termos pode chegar até 30 dias.
11.Porque não transferimos lotes quitados?
Transferência é uma cessão de direitos e deveres de um contrato de compromisso de compra e venda. Com a quitação do contrato não se transfere mais direitos e deveres e sim o imóvel.
Sendo assim, quando é realizada a quitação do contrato, não se transfere mais direitos e deveres, e sim o imóvel.
12.Em caso de falecimento, como proceder?
Em caso de falecimento do cliente ou de seu cônjuge, só faremos transferência mediante INVENTÁRIO.
13.Vocês fazem transferência de ascendente (pais, avós, tios) para descendente (filhos, sobrinhos, netos)?
Não, a lei não nos permite realizar este tipo de transferência
14.Posso fazer uma procuração para um terceiro ao invés de transferência ou autorização de escritura?
Poder pode, mas não é aconselhado.
O correto a se fazer é procurar o escritório e realizar o processo de transferência ou autorização.
Entretanto, nós aceitamos procurações com no máximo 1 ano de vigência.
IMPORTANTE: Vale lembrar que o titular do contrato é quem tem direito sobre ele. A procuração é um documento oficial, porém, caso o titular ignore a procuração e ninguém a tenha apresentado à empresa, o proprietário pode transferir o imóvel a outro, ignorando a procuração.
Em todos os casos. Se você optar pela procuração, é importante que você esteja ciente de que, de acordo com a lei, ela não é válida nos seguintes casos, listados abaixo:
- Artigo 682
  • I - pela revogação ou pela renúncia;
  • II - pela morte ou interdição de uma das partes;
  • III - pela mudança de estado que inabilite o mandante a conferir os poderes, ou o mandatário para os exercer;
  • IV - pelo término do prazo ou pela conclusão do negócio.
15.Se quem fez a procuração (outorgado) for casado, como proceder?
Se o casamento foi realizado em regime de comunhão parcial ou universal de bens, os cônjuges têm os mesmos poderes.
16.O procurador pode transferir o lote para si mesmo?
Se caso esteja escrito na procuração: “inclusive para si mesmo” ou “em causa própria”, o procurador poderá transferir o imóvel para si mesmo.
E caso não, o procurador não poderá se beneficiar, ou seja, não pode transferir para ele mesmo nem para parentes dele, como cônjuge, pai, mãe, descendentes (filho, sobrinho, neto).
17.Qual o prazo de validade de uma procuração?
A maioria das procurações/substabelecimentos não tem data de validade.
Contudo, a imobiliária exige que, se foi lavrado há mais de um ano, o cliente apresente uma certidão.
18.Posso realizar transferências para pessoas jurídicas (empresas, igrejas, associações)? como é realizado o processo?
Sim, pode sim. Podemos realizar transferências que envolvam pessoas jurídicas (empresas, igrejas, associações, etc.).
Para esse processo, é necessário que você traga cópia autenticada do contrato social e/ou estatuto, cartão do CNPJ e cópia da documentação pessoal (RG, CPF, comprovante de endereço) do responsável.
19.E quem será o responsável / ou responsáveis?
Depende. Cada caso dependerá do contrato ou estatuto vigente. É preciso ler estatuto e/ou contratos para saber.
20.Quando houver alteração de estado civil, como é feito?
Quando há alteração de estado civil, basta trazer os documentos que comprovem a alteração. A partir daí, nós realizaremos a alteração no seu cadastro.
Em caso de separação/divórcio se o companheiro ou cônjuge tem direitos no imóvel, também será exigido a documentação e a assinatura deste.
21.O que é necessário para realizar a entrega de lote?
O cliente que estiver com as prestações em dia pode solicitar o agendamento da entrega no escritório mais próximo.
A entrega deve solicitada antes de construir, isso vai evitar que aconteçam construções em locais ou com metragem errada.
As entregas são agendadas mensalmente e nós entramos em contato com o cliente para conciliar o melhor horário entre ele e o topógrafo.
Além disso, vale lembrar que a entrega só é feita para o titular do contrato ou seu procurador, desde que este esteja com a procuração pública em mãos no ato da entrega.
22.Perdi a marcação (marcos | piquetes) e agora?
Só realizamos UMA entrega de marcação por contrato (lote). Caso o cliente perca esta marcação, a próxima será realizada de forma particular, sob responsabilidade de custeio pelo titular do contrato. Se você comprou um lote que ainda não tenha recebido a marcação, nós iremos realiza-la de forma gratuita, mas, caso essa marcação já tenha sido realizada na entrega ao dono anterior, não realizaremos outra. Caso necessite, poderemos indicar um topógrafo.
23.Em relação aos pagamentos dos IPTU’S, e certidão negativa de débitos como devo proceder?
Funciona assim: após a compra do lote, mesmo durante pagamento de parcelas, é de responsabilidade total do cliente o pagamento dessa taxa.
Para isso, o mesmo deverá procurar um órgão público ou a prefeitura para solicitar a emissão da guia de IPTU.
Obs.: Não aceitamos certidões emitidas pela internet.
Vamos exemplificar 3 situações referentes a IPTU que podem acontecer:

É de responsabilidade:
  • A – Do cliente: Todos os IPTUs após DATA da VENDA são de obrigação do cliente e o pagamento deve ser efetuado por ele;
  • B - Da empresa: Todos os IPTUs em aberto antes da DATA da VENDA são de responsabilidade da empresa. Caso o cliente informe que existe IPTU em aberto de responsabilidade da empresa é nosso dever verificar no sistema e no arquivo físico se o referido IPTU já foi pago ou não. Caso não tenha sido, a empresa efetuará o pagamento da sua parte;
  • C – Proporcional (cliente e empresa): – No ano da venda, salvo se a empresa efetuar o pagamento antecipado, sempre existirá o IPTU proporcional. A responsabilidade pelo IPTU daquele ano é dividida mensalmente entre cliente e empresa.

Ainda não encontrou o que procurava?

Envie sua dúvida pra gente!